TOP 10 coisas para fazer em Paris

Se fosse necessário escolher, eis aqui os dez locais que recomendar-lhe-íamos em Paris. Confira já e apaixone-se!

1 - Torre Eiffel


Torre Eiffel O que seria de Paris sem a Torre Eiffel? Construída por Gustave Eiffel em comemoração ao centenário da Revolução Francesa, foi apresentada aquando da Exposição Universal de Paris em 1889. Com 324 metros de altura, ela é um dos monumentos mais visitados do mundo, com quase 7 milhões de pessoas por ano.

Subir na Torre Eiffel é imprescindível para quem deseja desfrutar da magnífica vista de Paris. Os caixas encontram-se nos pilares da torre e, para subir, pode-se utiilizar um dos dois elevadores. Porém, a fila pode ser longa e demorada, especialmente no verão. Para os mais corajosos, pode-se usar as escadas e subir os 1665 degraus até o topo.

O primeiro andar abriga o restaurante 58 Tour Eiffel que se estende por dois andares, 58 metros acima do solo, como o próprio nome diz. No segundo andar, a 115 metros de altura, a vista é ainda melhor, pois tem-se uma vista clara do chão abaixo. Finalmente, no 3 º andar, a 275 metros, pode-se aperceber como era o escritório de Gustave Eiffel.

A tarifa adulto para ir ao 2º piso é de 8.50€ e para o topo de 14€.


2 - Catedral de Notre-Dame de Paris


Catedral de Notre-DameUm dos maiores símbolos de Paris: Notre-Dame de Paris, também conhecida como Notre-Dame, é uma catedral católica romana situada na parte oriental da Île de la Cité. Ela é considerada como um dos mais belos exemplos da arquitetura gótica francesa, tanto na França quanto na Europa. Iniciada em 1163 e concluída em 1345, esta catedral é um espetáculo com seus arcobotantes, suas portas rodeadas de esculturas e suas inúmeras gárgulas que adornam o teto.

Aconselhamos visitar as redondezas da catedral, e, em seguida, visitar o seu interior e subir os 387 degraus até o topo das torres. A subida pode ser cansativa, porém bastante recompensante graças à deslumbrante vista panorâmica da região. Além disso, é possível ver as gárgulas bem de perto.


3 - Museu do Louvre


Museo do LouvreO Louvre é o museu de arte mais visitado do mundo. Localizado no coração de Paris, este monumento histórico é um antigo palácio real. Ele conta com uma área de 210.000 m², da qual 60.600 m² consagram-se às exposições.

O museu fica no “Palais Louvre”, originalmente uma fortaleza construída no final do século XII sob o reinado de Felipe II. É possível ver restos da fortaleza no subsolo do museu. Em 1682, com a escolha do Palácio de Versalhes como residência real por Luis XIV, o Louvre ficou basicamente com a função de expor a coleção real. Durante a Revolução Francesa, a Assembléia Nacional decretou que o Louvre seria usado para expor as obras-primas da Nação. Inaugurado em 10/08/1793, sua coleção aumentou gradualmente, especialmente sob o reinado de Napoleão, Luis XVIII, Carlos X e durante o Segundo Império Francês.

Desde 2008, a coleção é dividida em oito departamentos:

  • Antigüidades egípcias
  • Antigüidades orientais
  • Antigüidades gregas, etruscas e romanas
  • Artes islâmicas
  • Esculturas da Idade Média, Renascimento e Tempos Modernos
  • Objetos de arte
  • Pinturas
  • Artes gráficas.

  • Informações práticas:

    O museu abre diariamente das 9h às 18h, exceto às terças-feiras.
    Nas quartas e sextas-feiras, funciona até às 21h45.


    4 - Champs-Élysées – Arco do Triunfo


    Champs-ElyséesSob o charme da antiga arquitetura romana, Napoleão encomenda a Jean Chalgrin um arco do triunfo dedicado à glória dos exércitos imperiais. Construído no século XIX, o arco é atualmente o maior monumento do mundo deste gênero. Os pilares são ornamentados com impressionantes esculturas. Além disso, os nomes dos 558 generais, bem como as grandes vitórias estão gravados na parte superior do arco. Sob o Arco do Triunfo há o túmulo do “Soldado Desconhecido da França”.

    Um terraço panorâmico no topo do arco oferece um belo panorama de Paris. Com 50m de altura, 45m de largura e 22m de profundidade, o arco localiza-se na “Place de l’Etoile”, que leva ao Champs-Élysées.

    A avenida Champs-Élysées é conhecida como a “mais bonita do mundo”. Ela tem 1,9km e fica entre a praça da concórdia e o arco do triunfo. Nela há diversas butiques de luxo (Louis Vuitton, Guerlain, Cartier, Montblanc...), locais de entretenimento (Lido, cinemas), cafés e restaurantes (Fouquet’s).


    5 - Cruzeiro no sena


    cruzeiro no senaQual a melhor forma de visitar a “Cidade Luz”, senão navegando pelo sena de noite? Quando o sol se põe, pouco-a-pouco os monumentos vão se iluminando. Tem-se assim um panorama em primeiro plano para se deleitar com a beleza de Paris: a Torre Eiffel, Notre Dame, Ponte Alexandre III e outros.

    É possível desfrutar também de um cruzeiro com jantar a bordo de um navio envidraçado. Por cerca de duas horas, enquanto degustam um bom prato, as pessoas apreciam as mais belas vistas de Paris.


    6 - Morro de Montmartre


    Morro de MontmartreMontmartre é uma colina (morro de Montmartre) situada ao norte de Paris com 130 metros de altura, que dá nome ao bairro em seus arredores. Montmartre é conhecido principalmente pela Basílica de cúpula branca do Sacré-Coeur. Esta, foi concluída em 1919 e homenageia as vítimas francesas da guerra franco-prussiana de 1870.

    Caso esteja nas cercanias, não deixe de visitar a “Place du Tertre”, bem próxima à basílica. Lá, seus inúmeros artistas põem seus cavaletes para pintar os turistas ou expor suas obras. A “Place du Tertre” é uma lembrança do tempo em que Montmartre era o pivô da arte moderna. No início do século XX, pintores como Amedeo Modigliani, Claude Monet, Pablo Picasso e Vincent Van Gogh lá trabalhavam. O Espaço Salvador Dalí, museu dedicado principalmente à escultura e desenhos do artista espanhol, localiza-se a poucos passos da “Place du Tertre”.


    7 - Palácio de Versalhes


    Palácio de VersalhesO palácio de Versalhes é o mais famoso da França. Construído no século XVII como símbolo do poder militar e demonstração de supremacia francesa na Europa, este enorme complexo de edifícios, jardins e terraços é, definitivamente, um destino obrigatório para qualquer visitante. Este, encantar-se-á com as excepcionais acomodações, luxuosas decorações, móveis dourados e obras-de-arte do Renascimento.

    Visite Versalhes : comece pelos “Grandes Apartamentos”, depois vá ao “Salão dos Espelhos” e, em seguida, ao “quarto da Rainha”. Não se esqueça de passear pelos célebres jardins “à la française”.


    8 - Quartier Latin – Jardim de Luxemburgo


    Quartier LatinO “Quartier Latin” de Paris localiza-se na “rive gauche”, nas cercanias da Sorbonne. Conhecido por sua vida de estudante, ambiente animado e bistrôs, o “Quartier Latin” abriga diversas instituições de ensino superior, como a “École Normale Supérieure”, a “École des Mines de Paris”, a “Schola Cantorum”, o campus universitário de Jussieu, a “École Polytechnique”. A área ganhou o nome de “Quartier Latin” graças à língua latina, antigamente bastante disseminada no universo acadêmico, a partir do momento em que o latim tornou-se a língua internacional de aprendizagem na Idade Média.

    O Jardim de Luxemburgo, apesar de privado é aberto ao público. Criado em 1612 a pedido de Maria de Médicis para acompanhar o Palácio de Luxemburgo, é carinhosamente conhecido como “Luco”.

    O “Palais du Luxembourg”, no qual fica a sede do Senado, é cercado pelo jardim. Reformado por André Le Nôtre, é um local muito agradável para se passear; nele há também um pomar com vários tipos de maçãs, um apiário e estufas com orquídeas. Há 106 estátuas, incluindo uma miniatura da estátua da Liberdade em bronze.
    O Jardim de Luxemburgo tem 3 fontes e a principal é a central. Nele são praticados esportes, incluindo campeonato de França do “jogo da péla”. Alguns preferem jogar xadrez, bridge, brincar com barco de controle remoto ou apenas relaxar nas cadeiras espalhadas pelos quatro cantos do jardim. Do lado de fora das grades há freqüentemente exposições fotográficas.


    9 - Moulin Rouge


    Moulin RougeO Moulin Rouge é um cabaré conhecido como o berço espiritual do famoso cancan. Localizado perto do morro de Montmartre, no coração do bairro Pigalle, ele foi construído em 1889 por Joseph Oller e Charles Zidler. Originalmente introduzida como uma dança de sedução, o cancan deu origem ao cabaré, atualmente presente em vários países ao redor do mundo. Hoje, o Moulin Rouge é considerado como uma atração turística, proporcionando entretenimento para os visitantes de todo o mundo.

    Seu estilo e nome foram imitados e adotados por cabarés do mundo inteiro, como em Las Vegas, por exemplo. Além disso, muitos filmes contribuiram para a notoriedade do Cabaré, dentre os quais, o filme de Baz Luhrmann em 2001, estrelado por Nicole Kidman e Ewan McGregor.


    10 - Disneylândia Paris


    Disneylândia ParisPara os fãs do Mickey há a Disneylândia Paris. O resort localiza-se a 32 km do centro de Paris e compõe-se de dois parques: a Disneyland (com o castelo) e o Walt Disney Studios.